Tu és responsável por aquilos que cativas.
● ● ● ● ●
Quando você me deixou, meu bem, me disse pra ser feliz e passar bem. Quis morrer de ciúme, quase enlouqueci. Mas depois, como era de costume, obedeci.
— Chico Buarque
Há 2 horas / 1.728 notas / reblog
João nasceu sem chorar, levou palmada do doutor até a mãe ficar com dó. Parecia que João já veio ao mundo querendo chorar de dor, mas não queria incomodar. João comia todos os vegetais e legumes do prato. João cresceu forte e saudável, com o estômago verde e os olhos azedos pelo espinafre que engoliu ao longo da vida. João quando aprendeu a rimar, odiava o próprio nome. Odiava os colegas na hora da chamada. João, pé de feijão. João passou a odiar os contos de fada. João via girafas no céu, até que alguém disse que nuvem era água vaporizada. E João nunca mais viu uma girava no céu, por medo de contrariar. João odiava matemática, mas estudou e levou um dez por medo de reprovar. João fechava a janela do quarto quando os passarinhos acordavam, porque ele gostava de dormir sempre uma hora a mais, por medo de não conseguir assistir a aula no dia seguinte. João colocava o fone de ouvido baixo, por medo de prejudicar a audição. João reclamava quando o chiclete perdia o açúcar, e nunca passou mais de 5 minutos mascando porque detestava dentista, por medo de apodrecer os dentes. João enricou, por medo de não poder mais reclamar de nada. O João, que odiava matemática, virou engenheiro. João detestava azul, mas comprava sempre da mesma cor, por medo de mudar. João odiava a mulher que dava troco em balas, mas aceitava, por medo de ter que esperar um pouco mais na fila. João jogava as balas fora, não dava pra criança pobre nenhuma, porque não queria alimentar a vadiagem. João odiava o calor, e mandou comprar um ar-condicionado que sugava o seu nariz, porque não queria suar. João nunca montou caras no suporte do ventilador, nem ouviu como sua voz ficaria engraçada se ele tivesse gritado nas hélices. João reclamava do barulho de tábuas rangendo, e nunca conseguiu escutar o som dos netos quando eles começaram a andar. E agora o João era Seu João, um velho que nunca precisou de óculos porque nunca quis saber de ler no escuro, um homem que escutava qualquer coisa, mas preferia ser surdo a ter que ouvir todo aquele silêncio proposital, um homem que comeu todos os vegetais do prato, que não tinha uma única cárie, que era engenheiro e odiava matemática. João morreu dormindo. Por medo de incomodar.
Cinzentos
Há 5 horas / 14.730 notas / reblog
É claro que não me arrependo. Você vai ficar dentro do meu coração como uma lembrança de um tempo bom, afinal, era isso que você queria. Então, foi feita a sua vontade. Nesse meio tempo, muitas pessoas passaram pela minha vida. Algumas não tocaram tanto o meu coração, mas o fato é que às vezes é preciso viver de realidade. E foi ela que me salvou.
Clarissa Corrêa.
Há 7 horas / 14.501 notas / reblog
É muito raro encontrar almas livres, mas logo se vê quando são.
Charles Bukowski.    (via sua-vagabunda)
Há 12 horas / 9.517 notas / reblog
O telefone que não toca, a saudade que não se esvai e esse sentimento que não diminui. A falta que não é suprida, a carta que você se esqueceu de me escrever ou teve preguiça de levar até o correio. O e-mail que não chegou ou talvez a sua internet não esteja mesmo muito boa. Não te vejo, mas te procuro. Só que os teus sinais são indecifráveis. Só que eu falo a língua do amor e você é do tanto faz. Eu sou o agora e você o amanhã. Eu simplesmente não compreendo. Porque os opostos deveriam se atrair, mas nos só estamos nos afastando. E o meu querer, sozinho, se torna nulo. Meu orgulho é frágil, você sabe, se fere com o teu silêncio e me impede de te procurar mais vezes. Sua perseguição inconsciente me tortura. Porque você está em toda parte, em cada pessoa que tenha um pouco dos traços do teu rosto, no rádio quando o ligo e sua banda favorita está lá, tocando. Vejo uma mancha na parede e o meu desejo de você faz aquela coisa tomar forma e se parecer contigo. Sua cor favorita foi vestida pelo mundo e me impede de te esquecer nas horas que sucedem o meu sono. É enlouquecedor te ter em toda parte e não te ter nunca. Porque você não se decide se me mata logo de amor ou se continua a me torturar com essa ausência constante e presente.
Querido John e Casebre. 
Há 12 horas / 3.086 notas / reblog
Eu vou guarda nossa historia, como uma criança guarda seu melhor brinquedo.
Henrique Dantas
Há 1 dia / 0 notas / reblog
Prefiro escrever uma frase que ninguém entenda do que compartilhar sentimentos que não são meus.
Sean Wilhelm.  
Há 1 dia / 5.084 notas / reblog
Ouvi dizer que só era triste quem queria.
Charlie Brown Jr.   
Há 1 dia / 1.191 notas / reblog
Minha bagunça é sentimental.
Tabacos. 
Há 1 dia / 15.223 notas / reblog
Me alegro em pensar que meus braços parecem um tanque de calma que você mergulha quietinha, tremula, menina. Fica ali, aninhada, lavando as manchas da alma, respirando baixinho minha serena confiança de que tudo fica legal, como se meu peito fosse o último tubo de oxigênio de todos os ambulatórios do planeta.
Gabito Nunes. 
Há 1 dia / 1.359 notas / reblog
Te disseram que você deveria ser uma boa pessoa, e fazer o melhor com o pior que recebesse dos outros. Te ensinaram o significado do perdão, olhar os outros com compaixão, saber se colocar no lugar de outrem. Te pediram pra que sempre mantivesse o sorriso estampado no rosto e a cabeça erguida, independente da força com que a vida te batesse. Te disseram que o melhor remédio após uma queda é levantar-se, e provar que é forte pra continuar seguindo em frente, por mais terrível que seja o terreno. Mas esqueceram de dizer que as pessoas gostam de quem tudo perdoa, e erram sem pensar duas vezes, magoam como se nada fosse mudar. Esqueceram de dizer que você irá se desculpar muitas vezes durante a vida, e nem sempre irão aceitar seu pedido de perdão. Poderiam ter te falado que ser a melhor pessoa em qualquer situação, te colocará numa sarjeta fria e escura, até você preferir estar morto. Esqueceram de dizer que levantar-se às vezes é loucura, e o melhor a se fazer é poupar-se de esforços inúteis, colocar as mãos na nuca e observar a imensidão do céu. Esqueceram de dizer que as pessoas estão sempre de partida, não disseram sobre a miséria, sobre os suicídios e a causa deles. Não disseram que continuar sorrindo pode ser mais doloroso do que derrubar até a ultima lágrima. Só te fizeram acreditar que o mundo seria melhor caso você também fosse, e nunca é.
Sean Wilhelm.     
Há 1 dia / 2.881 notas / reblog
Essa regra de não chorar não funciona.
The Walking Dead 
Há 1 dia / 15.708 notas / reblog
Contou desculpas nos dez dedos das mãos abertas em frente ao espelho. Não satisfeita, recorreu aos dos pés. Recorreria a outros, se mais tivesse. As desculpas se acumulavam, me entende, eu não quis, eu não quero, eu sofro, eu tenho medo, me dá a tua mão, entende, por favor. Eu tenho medo, merda.
Caio Fernando de Abreu. 
Há 1 dia / 1.657 notas / reblog
theme por: romanceais